Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simply by Cristina

Homemade Food & Photography

Simply by Cristina

Homemade Food & Photography

Bolo Rico...

Existem receitas que nos conquistam apenas pelas imagens associadas, foi exatamente o que aconteceu com esta que hoje partilho convosco.
Os responsáveis por esta partilha é dividida por 2 pessoas: o meu marido e a querida Elisabete que publicou a receita, AQUI
Estava eu, tranquilamente, a escrever um comentário à publicação dela e o meu marido sussurrou-me ao ouvido: "Esse tens que me fazer..."
Ficou logo agendada a data, mas como gosto de me antecipar acabei por fazer mais cedo... e ainda bem!
O resultado não poderia ter sido melhor, fiz apenas umas pequenitas alterações à receita original da Elisabete, porque quis dar-lhe um toque meu: aproveitei umas castanhas cozidas que tinha congeladas, dobrei as quantidades e alterei o modo de cozedura.
Resultado final:
Simplesmente delicioso, recomendo e está mais que aprovado!


Ingredientes:
4 Ovos
2 Bananas maduras
120g de Castanhas cozidas (podem substituir por Aveia, ou Coco, ou Espelta, ou outra farinha a gosto)
25g Cacau em pó (ou Chocolate)
15g de Linhaça dourada (ou outras sementes a gosto)
70g Manteiga de Amendoim, PROZIS OU feita na Bimby (AQUI )
1c. chá de fermento para bolos
60g Mel
Para decorar:
2c. sopa Manteiga de Amendoim 
1c. sopa de Cacau em pó.
Aveia em flocos q.b.
Quadrados de chocolate Lindt
Preparação:
1. Separar as claras das gemas.
Reservar.
2. No copo deitar as Castanhas e as sementes.
Pulverizar 6Seg./Vel.9


3. Adicionar ao preparado pulverizado no copo, as gemas e os restantes ingredientes do bolo.
Programar 30Seg./Vel.4


4. Bater as claras em castelo com a ajuda de uma batedeira.
5. Adicionar às claras o preparado do bolo.
Envolver delicadamente.


6. Untar uma forma (usei tamanho 20) com manteiga e farinha.
Forrar o fundo com flocos de Aveia.


7. Verter o preparado do bolo.


8. Levar ao forno pré-aquecido a 170º/cerca de 30Min.
Retirar do forno e deixar a temperatura estabilizar durante 10Min.
Desenformar.


Para decorar:
2c. sopa Manteiga de Amendoim e 1c. sopa de Cacau em pó.
Deitar os 2 ingredientes numa taça, envolver muito bem, barrar o topo do bolo, todo ou só o centro fica ao vosso critério.
Decorei com quadrados de chocolate Lindt de vários sabores.



Bolo Rico...

Existem receitas que nos conquistam apenas pelas imagens associadas, foi exatamente o que aconteceu com esta que hoje partilho convosco.
Os responsáveis por esta partilha é dividida por 2 pessoas: o meu marido e a querida Elisabete que publicou a receita, AQUI
Estava eu, tranquilamente, a escrever um comentário à publicação dela e o meu marido sussurrou-me ao ouvido: "Esse tens que me fazer..."
Ficou logo agendada a data, mas como gosto de me antecipar acabei por fazer mais cedo... e ainda bem!
O resultado não poderia ter sido melhor, fiz apenas umas pequenitas alterações à receita original da Elisabete, porque quis dar-lhe um toque meu: aproveitei umas castanhas cozidas que tinha congeladas, dobrei as quantidades e alterei o modo de cozedura.
Resultado final:
Simplesmente delicioso, recomendo e está mais que aprovado!


Ingredientes:
4 Ovos
2 Bananas maduras
120g de Castanhas cozidas (podem substituir por Aveia, ou Coco, ou Espelta, ou outra farinha a gosto)
25g Cacau em pó (ou Chocolate)
15g de Linhaça dourada (ou outras sementes a gosto)
70g Manteiga de Amendoim, PROZIS OU feita na Bimby (AQUI )
1c. chá de fermento para bolos
60g Mel
Para decorar:
2c. sopa Manteiga de Amendoim 
1c. sopa de Cacau em pó.
Aveia em flocos q.b.
Quadrados de chocolate Lindt
Preparação:
1. Separar as claras das gemas.
Reservar.
2. No copo deitar as Castanhas e as sementes.
Pulverizar 6Seg./Vel.9


3. Adicionar ao preparado pulverizado no copo, as gemas e os restantes ingredientes do bolo.
Programar 30Seg./Vel.4


4. Bater as claras em castelo com a ajuda de uma batedeira.
5. Adicionar às claras o preparado do bolo.
Envolver delicadamente.


6. Untar uma forma (usei tamanho 20) com manteiga e farinha.
Forrar o fundo com flocos de Aveia.


7. Verter o preparado do bolo.


8. Levar ao forno pré-aquecido a 170º/cerca de 30Min.
Retirar do forno e deixar a temperatura estabilizar durante 10Min.
Desenformar.


Para decorar:
2c. sopa Manteiga de Amendoim e 1c. sopa de Cacau em pó.
Deitar os 2 ingredientes numa taça, envolver muito bem, barrar o topo do bolo, todo ou só o centro fica ao vosso critério.
Decorei com quadrados de chocolate Lindt de vários sabores.



Bolo de Chocolate e o AMOR!

Neste dia em que o AMOR é celebrado e o Cupido anda por aí de arco e flecha em riste... amem intensamente!
A vida é demasiado curta para vivermos pautados pelos receios e  medos, entreguem-se ao AMOR

construam de forma consciente, prestando muita atenção aos detalhes...
O AMOR autêntico e é raro, arrisquem tudo e simplesmente amem.

Entreguem-se, vivam  e alcancem a FELICIDADE...

Ingredientes:
180g Açúcar Amarelo
75g chocolate em pó OU Cacau
100g manteiga
3 ovos
1c. sopa de Fécula de batata
1c. café de fermento em pó para bolos
Preparação:
1. Separar as claras das gemas.
Reservar as claras.
2. No copo da Bimby deitar as gemas, a manteiga e o açúcar.
Programar 6min./37º/Vel.2


Entretanto, com a ajuda de uma batedeira, bater as claras em castelo.

3. Adicionar a Fécula, o chocolate e o fermento.
Programar 30Seg./37º/Vel.1-2-3


4. Ao recipiente com as claras em castelo, juntar o preparado de chocolate e envolver delicadamente.

5. Forrar uma forma de fundo amovível, tamanho 16, com papel vegetal, untando as laterais com manteiga e chocolate em pó.

6. Verter o preparado e levar ao forno pré-aquecido a 160º/40Min.

O bolo durante a cozedura vai aumentar de volume e depois baixará... é exatamente o que se pretende, não se assustem!
A sua consistência será muito húmida.
Com o arrefecimento, sempre dentro da forma, na temperatura ambiente irá fazer com que solidifique um pouco mais mais.
Decorar a gosto!





Bolo de Chocolate e o AMOR!

Neste dia em que o AMOR é celebrado e o Cupido anda por aí de arco e flecha em riste... amem intensamente!
A vida é demasiado curta para vivermos pautados pelos receios e  medos, entreguem-se ao AMOR

construam de forma consciente, prestando muita atenção aos detalhes...
O AMOR autêntico e é raro, arrisquem tudo e simplesmente amem.

Entreguem-se, vivam  e alcancem a FELICIDADE...

Ingredientes:
180g Açúcar Amarelo
75g chocolate em pó OU Cacau
100g manteiga
3 ovos
1c. sopa de Fécula de batata
1c. café de fermento em pó para bolos
Preparação:
1. Separar as claras das gemas.
Reservar as claras.
2. No copo da Bimby deitar as gemas, a manteiga e o açúcar.
Programar 6min./37º/Vel.2


Entretanto, com a ajuda de uma batedeira, bater as claras em castelo.

3. Adicionar a Fécula, o chocolate e o fermento.
Programar 30Seg./37º/Vel.1-2-3


4. Ao recipiente com as claras em castelo, juntar o preparado de chocolate e envolver delicadamente.

5. Forrar uma forma de fundo amovível, tamanho 16, com papel vegetal, untando as laterais com manteiga e chocolate em pó.

6. Verter o preparado e levar ao forno pré-aquecido a 160º/40Min.

O bolo durante a cozedura vai aumentar de volume e depois baixará... é exatamente o que se pretende, não se assustem!
A sua consistência será muito húmida.
Com o arrefecimento, sempre dentro da forma, na temperatura ambiente irá fazer com que solidifique um pouco mais mais.
Decorar a gosto!





Pavlova...e a celebração do AMOR!

Eu e Ele, Nós = 2!
Nós e Elas, a Nossa Família = 4!
Celebrar o Amor é viver, dividir e partilhar afetos e sentimentos em todas as dimensões.
É transformar pequenas em grandes coisas, todos os momentos da nossa vida, não só no dia 14 de Fevereiro, mas em todos os outros dias do ano...
Agradecer o Amor é também abraçar, ser feliz e ter a oportunidade de AMAR e ser correspondido.
E se celebramos, vivemos, partilhamos e agradecemos...festejemos então com algo especial...
Pavlova...e a celebração do AMOR, porque cozinhar também é um modo de amar os outros!


Curiosidade:
Esta receita inspira-se no Pavlova, cuja paternidade é reclamada tanto por australianos como por neozelandeses.
Dizem uns e outros que o doce foi criado em honra de Anna Pavlova, célebre bailarina russa, nascida em finais do século XIX em São Petersburgo.
Mas mais certo é ter sido Escoffier, o rei dos chefs, o seu autor, na altura em que liderava a brigada de cozinha do hotel Ritz, de Paris.

Ingredientes:
8 ovos
250g açúcar 
1c. sopa farinha Maizena
1c. sopa de Vinagre de Vinho Branco
1 pitada de Sal
Preparação:
1. No copo da Bimby, deitar o açúcar.
Pulverizar 1Min./Vel.9
Reservar num Tupperware.
2. Ao açúcar em pó adicionar a farinha Maizena e envolver muito bem.
Reservar.
3. Separar as gemas das claras.
Reservar as gemas.


Com a ajuda de uma batedeira, bater as claras em castelo adicionando a pitada sal, a uma velocidade média - alta.
As claras estarão devidamente batidas quando não tombarem ao virar a taça da batedeira de boca para baixo.
4. Depois de elas estarem já batidas, adicionar a pouco e pouco o açúcar em pó, continuando sempre a bater.
Irão notar que a cada colherada de açúcar as claras irão ficar cada vez mais pesadas, deverão bater cada colherada cerca de 40seg.
Assim, no final de todo o açúcar adicionado irão obterá assim o merengue.
5. Ainda com a batedeira ligada, adicionar aos poucos a colher de sopa de Vinagre.
6.  Forrar um tabuleiro com papel vegetal e nas extremidades, colocar duas colheres para que este não mexa.


Colocar o merengue sobre o papel vegetal, de forma pouco regular.


Levar ao forno pré-aquecido a 140º/cerca de 45Min..
O merengue vai dourar, ganhar uma capa crocante e o interior ficará macio.
9. Deixar arrefecer:
Podem deixar arrefecer dentro do forno desligado e com a porta entreaberta.


Depois de totalmente arrefecida...
Finalizar a Pavlova:
1 pacote 200ml de natas para bater
Açúcar em pó q.b.
Raspa de um limão
Ovos Moles
Amêndoa palitada
Preparação:
1. Com a ajuda de uma batedeira, bater as natas, que devem estar bem frias, até dobrarem de volume.
Junte-lhes o açúcar em pó e continue a bater, mais um pouco até obter o chantilly.
Juntar raspa de limão a gosto e mexer delicadamente.
Espalhar o chantilly sobre o merengue.


Decorar a gosto: usei Ovos Moles e Amêndoa palitada ;)



Pavlova...e a celebração do AMOR!

Eu e Ele, Nós = 2!
Nós e Elas, a Nossa Família = 4!
Celebrar o Amor é viver, dividir e partilhar afetos e sentimentos em todas as dimensões.
É transformar pequenas em grandes coisas, todos os momentos da nossa vida, não só no dia 14 de Fevereiro, mas em todos os outros dias do ano...
Agradecer o Amor é também abraçar, ser feliz e ter a oportunidade de AMAR e ser correspondido.
E se celebramos, vivemos, partilhamos e agradecemos...festejemos então com algo especial...
Pavlova...e a celebração do AMOR, porque cozinhar também é um modo de amar os outros!


Curiosidade:
Esta receita inspira-se no Pavlova, cuja paternidade é reclamada tanto por australianos como por neozelandeses.
Dizem uns e outros que o doce foi criado em honra de Anna Pavlova, célebre bailarina russa, nascida em finais do século XIX em São Petersburgo.
Mas mais certo é ter sido Escoffier, o rei dos chefs, o seu autor, na altura em que liderava a brigada de cozinha do hotel Ritz, de Paris.

Ingredientes:
8 ovos
250g açúcar 
1c. sopa farinha Maizena
1c. sopa de Vinagre de Vinho Branco
1 pitada de Sal
Preparação:
1. No copo da Bimby, deitar o açúcar.
Pulverizar 1Min./Vel.9
Reservar num Tupperware.
2. Ao açúcar em pó adicionar a farinha Maizena e envolver muito bem.
Reservar.
3. Separar as gemas das claras.
Reservar as gemas.


Com a ajuda de uma batedeira, bater as claras em castelo adicionando a pitada sal, a uma velocidade média - alta.
As claras estarão devidamente batidas quando não tombarem ao virar a taça da batedeira de boca para baixo.
4. Depois de elas estarem já batidas, adicionar a pouco e pouco o açúcar em pó, continuando sempre a bater.
Irão notar que a cada colherada de açúcar as claras irão ficar cada vez mais pesadas, deverão bater cada colherada cerca de 40seg.
Assim, no final de todo o açúcar adicionado irão obterá assim o merengue.
5. Ainda com a batedeira ligada, adicionar aos poucos a colher de sopa de Vinagre.
6.  Forrar um tabuleiro com papel vegetal e nas extremidades, colocar duas colheres para que este não mexa.


Colocar o merengue sobre o papel vegetal, de forma pouco regular.


Levar ao forno pré-aquecido a 140º/cerca de 45Min..
O merengue vai dourar, ganhar uma capa crocante e o interior ficará macio.
9. Deixar arrefecer:
Podem deixar arrefecer dentro do forno desligado e com a porta entreaberta.


Depois de totalmente arrefecida...
Finalizar a Pavlova:
1 pacote 200ml de natas para bater
Açúcar em pó q.b.
Raspa de um limão
Ovos Moles
Amêndoa palitada
Preparação:
1. Com a ajuda de uma batedeira, bater as natas, que devem estar bem frias, até dobrarem de volume.
Junte-lhes o açúcar em pó e continue a bater, mais um pouco até obter o chantilly.
Juntar raspa de limão a gosto e mexer delicadamente.
Espalhar o chantilly sobre o merengue.


Decorar a gosto: usei Ovos Moles e Amêndoa palitada ;)



Scones...

Adoro Scones, os tão afamados pães rápidos que se fazem num instantinho e num instantinho desaparecem...
Hoje, quando cheguei a casa mesmo em cima da hora do lanche...não tinha pão!
Poderia ter feito um pãozinho Milagre, mas teria sempre que esperar 40Min. e a fome já dava sinal, lembrei-me então dos Scones...para o meu 5 o'clock tea que um pouco mais rapidinho seriam degustados.
Contudo, quando faço esta receita aborrece-me bastante o facto de a massa ficar tão agarrada ás lâminas que por vezes me fazem desistir de por a receita em prática. Mas, enquanto a Bimby amassava a massa fez-se luz na minha cabecinha pensadora e decidi aplicar-lhe uma nova diretriz que fez toda a diferença.
Tanta diferença que já nem precisei das 2 colheres para formar as ditas bolinhas de massa.
O resultado foi maravilhoso e fez com que fossem muito mais fáceis de moldar.
Quanto ao sabor? O de sempre, delicioso!


Ingredientes:
250g farinha T55
30g manteiga60g açúcar
100ml leite
1 ovo
1 pitada de sal
Preparação:
1. Pré aquecer o forno a 180º.
2. Colocar no copo todos os ingredientes.
Programar 10Seg./Vel.6
 

3. Baixar a massa das paredes do copo e polvilhar toda a superfície com um pouco de farinha.
Programar de seguida, 30Seg/Vel. Espiga e fez-se magia :D
 

4. Num tabuleiro forrado com papel vegetal, colocar as bolinhas.
Levar ao forno 180º/15Min.


5. Retirar os Scones para uma grelha e deixar arrefecer.
Para que os Scones fiquem suaves devem ser envolvidos imediatamente num pano ou toalha de algodão.
Para uma textura mais crocante é deixá-los arrefecer descobertos.


Comer mornos ou frios no próprio dia, recheados generosamente com manteiga ou uma compota.
Os Scones podem ser congelados, depois de totalmente arrefecidos. Isto se...sobrar algum, o que nunca é o que acontece cá em casa. :D


Acompanhar com um Chá quentinho...
 

Scones...

Adoro Scones, os tão afamados pães rápidos que se fazem num instantinho e num instantinho desaparecem...
Hoje, quando cheguei a casa mesmo em cima da hora do lanche...não tinha pão!
Poderia ter feito um pãozinho Milagre, mas teria sempre que esperar 40Min. e a fome já dava sinal, lembrei-me então dos Scones...para o meu 5 o'clock tea que um pouco mais rapidinho seriam degustados.
Contudo, quando faço esta receita aborrece-me bastante o facto de a massa ficar tão agarrada ás lâminas que por vezes me fazem desistir de por a receita em prática. Mas, enquanto a Bimby amassava a massa fez-se luz na minha cabecinha pensadora e decidi aplicar-lhe uma nova diretriz que fez toda a diferença.
Tanta diferença que já nem precisei das 2 colheres para formar as ditas bolinhas de massa.
O resultado foi maravilhoso e fez com que fossem muito mais fáceis de moldar.
Quanto ao sabor? O de sempre, delicioso!


Ingredientes:
250g farinha T55
30g manteiga60g açúcar
100ml leite
1 ovo
1 pitada de sal
Preparação:
1. Pré aquecer o forno a 180º.
2. Colocar no copo todos os ingredientes.
Programar 10Seg./Vel.6
 

3. Baixar a massa das paredes do copo e polvilhar toda a superfície com um pouco de farinha.
Programar de seguida, 30Seg/Vel. Espiga e fez-se magia :D
 

4. Num tabuleiro forrado com papel vegetal, colocar as bolinhas.
Levar ao forno 180º/15Min.


5. Retirar os Scones para uma grelha e deixar arrefecer.
Para que os Scones fiquem suaves devem ser envolvidos imediatamente num pano ou toalha de algodão.
Para uma textura mais crocante é deixá-los arrefecer descobertos.


Comer mornos ou frios no próprio dia, recheados generosamente com manteiga ou uma compota.
Os Scones podem ser congelados, depois de totalmente arrefecidos. Isto se...sobrar algum, o que nunca é o que acontece cá em casa. :D


Acompanhar com um Chá quentinho...
 

Sapateira recheada...

Aqui está um petisco que eu adoro, mas por incrível que pareça nunca tinha feito, delegava sempre essa função à minha mãe.
Mexer no bicharoco sempre me meteu um bocadinho de confusão, mas na altura do Natal desafiei-me a superar-me e consegui!
Então, numa das idas ao supermercado, lá comprei a sapateira, já cozida...cheguei a casa e decidi tratar logo do recheio.
Foi uma risota, confesso que as minhas filhas se riram de mim, pois ainda soltei uns gritinhos ao tocar naquelas patinhas...grrrrrr
O que quero aqui ressalvar é que, não sei se foi pelo facto de ter sido eu a fazer, mas a verdade é que este recheio foi o melhor que comi até hoje. À receita base da minha mãe adicionei mais umas coisinhas a nosso gosto e voilá...consegui uma Sapateira recheada deliciosa que fez um brilharete na ceia de Natal.


Ingredientes:
1 Sapateira cozida
1 ovo cozido
100g Maionese Caseira

30g Mostarda

30g de Ketchup caseiro
20ml Vinagre Vinho Branco

10ml de Molho Inglês
1 ou 2 Ovos cozidos (dependendo do tamanho)
Sobras de pão tostados (coloquei 6 fatias médias, poderão substituir por pão já ralado)
1 cebola
2 dentes de alho
Salsa ou outra erva aromática a gosto, Aroma Alentejo
Pickles (opcional, não usei)
Sal, q.b.
Preparação:
1.
Abrir a Sapateira cozida e separar as patinhas do corpo da Sapateira.




2. Retirar todo o conteúdo, reservando a carapaça para depois colocar o recheio.Neste procedimento devemos selecionar o que é comestível e rejeitar os pulmões (pequenas esponjas com pêlos, na foto é o que está mesmo no topo).
Partir o abdómen da Sapateira com a ajuda de martelinho e retirar todo o seu conteúdo, assim como o que está dentro das patinhas.
Reservar.
Lavar a carapaça, secar e reservar.



3. No copo da Bimby, adicionar todos os ingredientes.


4.  Triturar. 30Seg./Vel.5
Verificar se fica tudo bem triturado, caso seja necessário, programar mais alguns segundos.
Retificar temperos.


Se verificarem que fica muito líquido, adicionar mais pão e maionese.
Deverão ajustar sempre ao vosso gosto pessoal.

5. Servir na própria carapaça da Sapateira depois de lavada e seca.
Decorar com hortelã fresca e acompanhar com pão torrado ou pequenas tostinhas.

Sapateira recheada...

Aqui está um petisco que eu adoro, mas por incrível que pareça nunca tinha feito, delegava sempre essa função à minha mãe.
Mexer no bicharoco sempre me meteu um bocadinho de confusão, mas na altura do Natal desafiei-me a superar-me e consegui!
Então, numa das idas ao supermercado, lá comprei a sapateira, já cozida...cheguei a casa e decidi tratar logo do recheio.
Foi uma risota, confesso que as minhas filhas se riram de mim, pois ainda soltei uns gritinhos ao tocar naquelas patinhas...grrrrrr
O que quero aqui ressalvar é que, não sei se foi pelo facto de ter sido eu a fazer, mas a verdade é que este recheio foi o melhor que comi até hoje. À receita base da minha mãe adicionei mais umas coisinhas a nosso gosto e voilá...consegui uma Sapateira recheada deliciosa que fez um brilharete na ceia de Natal.


Ingredientes:
1 Sapateira cozida
1 ovo cozido
100g Maionese Caseira

30g Mostarda

30g de Ketchup caseiro
20ml Vinagre Vinho Branco

10ml de Molho Inglês
1 ou 2 Ovos cozidos (dependendo do tamanho)
Sobras de pão tostados (coloquei 6 fatias médias, poderão substituir por pão já ralado)
1 cebola
2 dentes de alho
Salsa ou outra erva aromática a gosto, Aroma Alentejo
Pickles (opcional, não usei)
Sal, q.b.
Preparação:
1.
Abrir a Sapateira cozida e separar as patinhas do corpo da Sapateira.




2. Retirar todo o conteúdo, reservando a carapaça para depois colocar o recheio.Neste procedimento devemos selecionar o que é comestível e rejeitar os pulmões (pequenas esponjas com pêlos, na foto é o que está mesmo no topo).
Partir o abdómen da Sapateira com a ajuda de martelinho e retirar todo o seu conteúdo, assim como o que está dentro das patinhas.
Reservar.
Lavar a carapaça, secar e reservar.



3. No copo da Bimby, adicionar todos os ingredientes.


4.  Triturar. 30Seg./Vel.5
Verificar se fica tudo bem triturado, caso seja necessário, programar mais alguns segundos.
Retificar temperos.


Se verificarem que fica muito líquido, adicionar mais pão e maionese.
Deverão ajustar sempre ao vosso gosto pessoal.

5. Servir na própria carapaça da Sapateira depois de lavada e seca.
Decorar com hortelã fresca e acompanhar com pão torrado ou pequenas tostinhas.