Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Simply by Cristina

Simplesmente a pura partilha de sabores e afetos...

Simply by Cristina

Simplesmente a pura partilha de sabores e afetos...

Em busca do...Bolo Perfeito!

Aquele Bolo Perfeito... que fica sempre na memória, quer seja pelo momento que representou, quer seja pelo sabor ou até mesmo aquele que marca o seu autor deixa sempre o desejo de o replicar.
Aquele Bolo delicioso da nossa infância, que todos nós recordamos com saudade, deve ser das primeiras receitas que certamente aprendemos quando começamos a cozinhar/preparar doces.
Talvez a vontade de aprender surja durante a espera para lamber a colher de pau ou a espátula ainda repleta de massa crua, oferecida pela mãe ou avó, e o desejo de que o nosso bolo cresça e seja perfeito tal e qual o delas, acontece quando o bolo está dentro do forno e rezamos a todos os santinhos para que fique Perfeito!

Ora, bater os ovos com o açúcar, acrescentar a farinha e o fermento e todos os outros ingredientes para que a massa se forme é mágico. Mas, infelizmente, não é só da magia que nascem os doces mais bonitos, deliciosos e perfeitos.
Quando se trata de um bolo, é necessário seguir uma receita confiável e entender alguns dos fatores fundamentais para que ele fique lindo, delicioso e perfeito e pronto para ser devorado.

Quem nunca sofreu por causa de um bolo que não correspondeu à expetativa?
Vá, vamos lá acabar com isso!
Seguimos a partir de aqui, na busca de um Bolo perfeito!
Como? Através de um guia com Dicas básicas e Dúvidas comuns para que os nossos bolos sejam um sucesso hoje e sempre.

13912379_831833956951244_6688937942770649510_n.jpg

Receita: AQUI

DICAS BÁSICAS EM BUSCA DO BOLO PERFEITO!

1. Pré-aquecer o forno é o primeiro passo para a confecção de um bolo, sempre!
Forno frio não assa nada perfeitamente e, para crescer, a massa precisa de choque térmico.
O tempo mínimo de pré-aquecimento é de 20Min., portanto não coloquem a forma de bolo dentro do forno antes desse tempo.
A temperatura média para o cozimento de bolos é 180˚C, mas pode variar para um pouco menos ou mais, dependendo da receita que irão utilizar.
Untar a forma, logo após, é fundamental!

2. Certifiquem-se, sempre, de que os ingredientes estão à temperatura ambiente, salvo raras exceções (que vêm mencionadas na receita), considerada regular pelas condições normais de temperatura e pressão – CNTP, principalmente os Ovos, leite e manteiga.

32847930_1225014497633186_4289698586603552768_n.jp

Ingredientes... receita!
É OBRIGATÓRIO ler a receita todaaaa antes de iniciar a confeção do bolo e verificar se têm tudo o que é necessário.

Ovos!
Dar preferência aos grandes, pois fazem toda a diferença no bolo.
Os ovos servem para estruturar o bolo, dar leveza e ligam os ingredientes.
Adicionar um ovo de cada vez, e pôr um de cada vez na tigela.
Se porventura um ovo estiver podre, assim, não vai interferir com todos os demais ingredientes já adicionados.

E já que iniciamos o tema dos ingredientes, ao utilizarem o fermento em pó, verifiquem sempre a data de validade.
Este deve ser guardado em local seco e arejado. Não deve ser guardado no frigorífico.
Se usarem o fermento fresco, verificar igualmente a data de validade e este deverá ser guardado no frigorífico.
Congelar, sim ou não?
Se for por alguns dias apenas, sim, mas há que ter sempre em mente que uma vez congelado poderá eventualmente perder algumas das suas características.
Sabiam que o fermento deve ser o último ingrediente a ser adicionado à massa?
Este não deve ser batido demais, portanto incorpore-o com delicadeza até ter certeza de que a mistura está homogénea.
Para obter um bolo mais fofo, podem adicionar ao fermento em pó, 1c. café de bicarbonato de sódio!

 

3. Certifiquem-se das medidas!
Xícaras, canecas, copos, mas se a receita for em gramas, melhor!

Antes de começar a preparar o bolo, faça o “mise-en-place”isto é, separar todos os ingredientes, medidos, incluindo os utensílios.
As quantidades também têm de ser respeitadas porque 5g, que sejam a mais ou a menos fazem toda a diferença nas receitas de pastelaria.

2016-05-22 09.49.08.jpg

Receita: Bolo Mágico

FORMAS: Tamanho a escolher!
O tamanho da forma é tal e qual como os jeans!
Tem que ser certinho e no tamanho indicado nas receitas, de preferência, as das receitas já testadas!

Se utilizamos uma forma muito pequena, a massa vai ficar demasiado alta e, como tal, o bolo coze rapidamente por cima e não coze no interior.
Por sua vez, se utilizarmos uma forma grande tendo em conta a quantidade de massa, o bolo coze mais rápido do que o tempo indicado na receita e, além de ficar baixo, o risco de queimar é enorme.

Qualquer que seja a forma escolhida, não devemos encher a forma mais de ¾.
Se sobrar massa fazemos outro bolo, mas não devemos cair no erro de encher em demasia...

4. Peneirar todos os ingredientes secos, antes de os adicionar. Sabem porquê?
Os ingredientes secos ficarão mais leves, aerados.
A farinha absorve humidade, dessa forma, poderá criar grumos, que devem ser eliminados.
Caso contrário, no momento em que entram em contato com os líquidos, ficarão encapsulados e poderá ser tarefa difícil dissolvê-los.

peneirando-ingredientes.jpg

 

Colocaram o bolo dentro do forno?
Ótimo... aguentem firmes e não abram a porta nos primeiros 20Min. ou até mesmo terminar o tempo, pois o melhor segredo para um bolo assar lindamente é deixar que ele viva esse processo sozinho, feliz e bem quentinho lá dentro.
A maioria dos fornos tem luz e, por isso, não há necessidade de os abrir para verificar o aspeto do bolo.

5. Troca de ingredientes.

Utilizar o tipo de farinha errado num bolo pode ser "fatal".
Por regra, a variedade de farinhas é tão vasto que, numa primeira leitura, pode pensar que é indiferente. Mas não o é!
Respeite a farinha que foi usada numa determinada receita, em caso de troca o resultado poderá não corresponder á expetativa!
Outro ponto importante: se não tiver atenção ao facto de a farinha conter ou não fermento, pode levar a que o bolo não cresça por não ter adicionado fermento ou obter um bolo que cresceu demasiado porque acrescentou fermento quando a farinha que utilizou já continha fermento.

5.jpg

Receita: Pandoro Proteico

6. Quantidades de ingredientes a OLHÓMETRO!

Se não adicionar um ingrediente na quantidade certa, como por exemplo a farinha suficiente, a massa vai ficar muito húmida e a base do bolo fica enqueijado!.
Se, pelo contrário, adicionar farinha em demasia, o bolo vai ficar pesado em vez de fofo.
Por isso, há que ter especial precisão na pesagem da farinha, açúcar para evitar este erro e deixar para outras ocasiões a famosa técnica do "olhómetro".

7.Teste do palitinho podemos fazer? Sim e Não! 
Pois é... se espeta o palito, o gás que está dentro da massa sai e o bolo afunda, baixa, murcha!
O que deve fazer é com a ponta do dedos pressionar ao de leve o bolo, se o bolo voltar ao tamanho original de antes de espetar, está assado.
Quando o bolo está cru, o dedo ficará com resquícios de bolo e ficará levemente afundado...
Mas, se utilizar o palitinho...deve apenas ter o cuidado de verificar no centro do bolo e não apenas nas laterais porque o centro demora mais a cozer.
Abrir somente quando estiver bem próximo do tempo total que a receita solicita...

8. Evitem choques de temperatura.
Não tirem o bolo repentinamente do forno.
Vou passar a explicar: Desligou o forno e o seu bolo está lindo!
Não tire o bolo de lá de dentro.
Desligue o forno, deixe o forno entreaberto e o bolo uns minutinhos lá dentro.
Se o bolo sofrer com a queda de temperatura, principalmente no inverno, o bolo pode baixar.
Bancadas frias são o terror dos bolos!
Coloquem um pano por baixo da forma, nunca em contacto direto com a bancada.
As correntes de ar, também são inimigas!

2016-10-11 11.39.41.jpg

Receita: Bolo Beirão

9. Não esquecer!
FORNOS:

Cada forno é um forno!
Depende do fabricante, de ajustes... Nem todos têm o mesmo desempenho... 
Aconselho a terem uma boa relação com o vosso forninho!

TEMPOS:

Se a receita sugere 40 minutos, não fiquem presos a esse tempo!
Fiquem de olho no vosso bolo e vão ajustando aos vossos gostos.
Dica: quando notarem que o bolo se está a soltar das laterais da forma, ele está pronto!

2016-05-27 19.22.48.jpg

Receita: Bolo Nestum

DÚVIDAS COMUNS:

1. Porque é que quando faço um bolo, ele sobe ao centro e parece uma montanha?
Ana, Sintra

Alguns bolos possuem mais água e mais gordura e, consequentemente, são mais húmidos.
Por isso, é normal que eles abram no topo enquanto assam e isso é um bom sinal, significa que ele deu certo!

Mas, se quiser usar esse bolo para fazer um bolo recheado depois de pronto e para isso precisar dele completamente lisinho, a dica é bater com a forma duas vezes na bancada com firmeza para eliminar os buracos de ar, antes da ida ao forno.
Mas, antes...não deitar a massa ao centro da forma, mas sim em círculos desde o extremo para o centro.

2. O que devo fazer para que o meu bolo cresça leve e fofo?
Maria Francisca, Coimbra

Além das dicas básicas citadas acima, existe um fator fundamental para que o bolo cresça lindamente.
Nunca bata a massa em excesso, depois de ser adicionada a farinha.
Lembrem-se de que é uma receita de bolo, não de pão, portanto o glúten não pode ser desenvolvido nesta massa.
Ao bater demais essa proteína torna-se mais elástica e o resultado é um bolo com aspecto “vincado e enqueijado".

A dica é incorporar a farinha apenas até que a massa se torne homogênea.
No caso dos bolos sem glúten, não há qualquer problema em bater a massa, já que a farinha utilizada nas receitas não contém a tal proteína.

3. Como obter um bolo húmido?
Helena, Vila Real

Os bolos que têm como ingredientes o óleo ou leite, até mesmo courgette ou um puré de maçã, iogurte na massa são, geralmente, mais húmidos.
Mas, na verdade, o tempo certo dentro do forno é crucial.

Se quiserem que o bolo seja mesmo húmido podem usar uma calda depois de pronto...

4. Porque é que o meu bolo de cenoura fica meio embatumado, parece cru?

Antes de mais nada, tenham sempre em atenção as quantidades de ingredientes.
Uma cenoura média pode ser grande para mim e pequena demais para vocês, portanto a pesagem é fundamental para que uma receita seja sempre bem sucedida.
Invistam numa balança digital ou num maravilhoso Robot de Cozinha e vão ver como vale a pena. ;)

5. Qual a dica para desenformar os bolos?
Patrícia, Porto

Assim que desligar o forno, não retirar de imediato o bolo do forno, segurem a ansiedade e esperem até que ele arrefeça um pouco. (Ver Ponto 6, acima!)
A não ser que a receita peça para desenformar rapidamente, como alguns pães de ló, o melhor é tirar o bolo da forma quando frio.
Ah, e é claro: a forma deve ter sido muito bem untada e enfarinhada (ou polvilhada com cacau, se for um bolo de chocolate) para ajudar nesse processo, mas lembrem-se de retirar os excessos do pó, porque isso pode acabar por dificultar o desenformar.

Se não puder usar manteiga para untar a forma e não quiser utilizar óleo, há algo inusitado que substitui muito bem esses dois: forrar a forma com papel vegetal!

Outra dica preciosa é desenformar o bolo assim que ele estiver frio.
Nada de deixá-lo a noite inteira dentro da forma... Principalmente se o bolo for mais molhadinho, já que a humidade vai agarrar na forma toda.

20958063_vZVry.jpeg

Receita: Pão de Ló de Amêndoa

Nota:

Este artigo estará sujeito a alterações, para que fique mais completo!

2 comentários

Comentar post